Como registrar o nome de uma loja de decoração?

Para um negócio ser identificado no mercado e se tornar único para o público consumidor é necessário que ele possua uma marca que o diferencie das demais. E a única maneira de manter sua exclusividade é registrando seu nome comercial ou nome fantasia (e as imagens associadas a ele).

Mas, antes de dar início ao processo de registro do nome do seu novo negócio, é importante que você se informe e entenda algumas questões que o ajudarão na hora de preencher o formulário.

Saiba como registrar o nome de uma loja de decoração:



Consulte as marcas já registradas


Antes de pensar em sua marca e no registro do nome, é necessário fazer uma consulta no sistema de busca de marcas no site do INPI. Nele, descubra se já existe alguma marca com o nome ou desenho daquela que você tem em mente. A preferência é sempre da pessoa que entrou com o pedido primeiro.

Defina a apresentação e a classificação da sua marca


Antes de dar entrada no pedido de registro, você deve também ter claro quais os tipos de marca e em qual seu negócio se encaixa. Será apenas o nome comercial? Terá uma logomarca? É esse o momento de decidir definitivamente sua forma de apresentação.

Além disso, defina a natureza da sua marca: se ela é coletiva, de certificação, produto ou serviço.

Verifique as taxas a serem pagas


Para registrar o nome de uma loja, é preciso pagar pelo menos duas taxas. Uma no momento da entrada do pedido e outra quando receber o registro, que é válido por dez anos.

Se durante o processo for solicitada a apresentação de documentos complementares, outras taxas podem ser solicitadas. Consulte os valores cobrados no Portal do INPI e efetue o pagamento da Guia de Recolhimento da União (GRU).

Guarde o número deste documento, pois ele será necessário para o início do processo.

Inicie o pedido


Após pagar a taxa inicial, preencha o formulário online no Portal do INPI e anexe a imagem vinculada à marca.

Acompanhe o processo


Após preenchimento do formulário e envio, acompanhe o processo que ocorrerá em diferentes etapas.

É possível que seja exigido ao usuário (a qualquer tempo) o envio dos seguintes documentos:

  • Cópia de Requerimento de Empresário, Certificado de Microempreendedor;

  • Individual, Contrato Social, Estatuto Social e aditivos, se for o caso;

  • Cópia do Cadastro Nacional de Pessoa Jurídica (CNPJ) atualizado;

  • Cópia da Declaração de Microempresa, se for o caso.


Para não perder os prazos, é importante acompanhar o andamento do pedido, que pode ser realizado de duas formas:

Ao longo de seu processo, para esclarecer suas dúvidas sobre o registro do nome de sua loja, você pode mandar mensagem pelo sistema Fale Conosco.

Após o deferimento do pedido


Você precisará pagar uma taxa relativa ao primeiro decênio da marca e emissão do certificado. A marca é válida por um período de 10 anos, que pode ser renovado sucessivamente.

Para mais informações consulte o Manual das Marcas no Portal do INPI!

Compartilhe essa página

Deixe seu comentário