Precificação de produto: como definir o valor do seu papel de parede

Pode nem parecer, mas ter dúvidas quanto à precificação de produto é algo bastante comum no setor de decoração. Isso porque existem diversas maneiras de se fazer isso e cada uma delas influencia diretamente nos resultados do negócio.

Você também não sabe ao certo como definir o valor dos papéis de parede que estão venda na sua loja? Saiba que para criar um plano de precificação de produto é importante estar atento a alguns aspectos como a média de mercado, por exemplo.

Precificação de produto: como definir o valor do seu papel de parede 

Entenda de uma vez por todas os principais motivos para ser criterioso no momento de estabelecer preços e, assim, obter o retorno esperado e maiores lucros para sua loja no final do mês.

  • Satisfazer os clientes com preços justos e que caibam no bolso;
  • Possibilidade de efetuar reajustes de acordo com o público-alvo;
  • Enfrentar de frente a concorrência e manter-se competitivo;
  • Conceder descontos que não tragam prejuízos para a loja;
  • Melhorar o faturamento e lucratividade do negócio;
  • Ter garantia de que haja recursos suficientes para arcar com despesas e demais obrigações.
Agora que você já sabe a importância de fazer a precificação de produto e como isso pode impactar de forma positiva o seu negócio, veja como definir corretamente o valor do seu papel de parede. 

Contabilize os custos e despesas

Precificação de produto: como definir o valor do seu papel de parede
 
A forma mais comum de precificar o papel de parede é por meio do levantamento dos custos e despesas vinculados ao negócio. Esse total é o que vai determinar o valor mínimo para cobrir os gastos e gerar lucros.

Para isso, considere os custos com aquisição com fornecedores, despesas como aluguel, conta de energia, internet...gastos com campanhas publicitárias, estratégias de marketing e de vendas, entre outros.

Ao levantar as informações, divida o valor obtido pela quantidade de papel de parede para saber o custo de cada unidade. Por exemplo, se a sua loja de decoração gastou R$ 50 mil e possui um estoque com 2.000 itens, o custo atual é de R$ 25,00 por unidade.

Nesse caso, obviamente, o preço para revenda tem que ficar acima desse valor. O recomendado é que você consiga ter um lucro médio por volta de 70%, levando também em conta o preço médio de mercado.

Defina sua margem de lucro

Precificação de produto: como definir o valor do seu papel de parede
 
Para fazer a precificação de produto de forma correta você precisa avaliar outro aspecto tão importante quanto o anterior: o lucro líquido que se deseja ter com a venda de cada papel de parede.

Afinal, não basta que o valor seja suficiente apenas para custear suas despesas, certo? Se a política de preços adotada for somente útil para a sua loja sobreviver, sem proporcionar o ganho necessário, a sua estratégia está equivocada.

Claro, não existe uma margem de lucro ideal que se aplique a todo tipo de negócio. Então você precisa achar o equilíbrio, visando uma rentabilidade justa e responsável. Preços muito baixos comprometem as finanças e preços muito altos afastam clientes.

Estudo os preços trabalhados pela concorrência

Precificação de produto: como definir o valor do seu papel de parede
 
Outro ponto que vai ajudar você a entender como planejar e executar a precificação do produto em sua loja é pesquisar e estudar constantemente os preços aplicados pelos seus concorrentes.

Para isso, o ideal é fazer uma avaliação detalhada do seu mercado de atuação, a média do valor praticado, ações de vendas e de divulgação mais comuns, novidades e principais diferencias oferecidos.

Vale ressaltar que o valor do papel de parede deve ser inferior ao de uma marca já conhecida e superior se já estiver consagrada e contar com um número interessante de clientes dispostos a pagar pelo valor agregado, experiência, reputação, etc.

Entender o que as pessoas valorizam nos concorrentes é uma forma interessante para investir em uma precificação de produto adequada, mas também para colocar em prática estratégias de vendas e comunicação muito mais efetivas. Pense nisso!

Leve em consideração o valor agregado

Precificação de produto: como definir o valor do seu papel de parede
 
Como descrevemos acima, o valor agregado pode se tornar um diferencial para você aumentar os preços do papel de parede e se manter em uma posição mais vantajosa em relação a uma parcela dos seus principais concorrentes.

O valor agregado tem a ver com o reconhecimento da sua loja, entende? Como ela é vista pelo público consumidor, a qualidade incontestável dos produtos, experiência, benefícios e facilidades exclusivos, entre outras coisas.

Para as marcas bem posicionadas no mercado de decoração, essa se mostra uma forma excelente de trabalhar a precificação do produto, elevar o faturamento e a lucratividade, favorecendo o crescimento exponencial do negócio.

Mais uma vez lembramos: estude bastante a concorrência e visite outros estabelecimentos que vendem papel de parede para trabalhar com bons preços, que tragam vantagens tanto para o consumidor quanto para a sua loja. Fique esperto!

Gostou de saber das diferentes formas de trabalhar com a precificação de produto? Conta para gente e para os nossos visitantes: como você costuma definir o valor do papel de parede ai na sua loja?

Precificação de produto: como definir o valor do seu papel de parede


Compartilhe essa página

Deixe seu comentário